Maísa Edwards

Blog-tim deste mês tem o prazer de apresentar Maísa Edwards, uma jovem de 20 anos de idade que estuda francês e espanhol na University College London (UCL). Apesar de ser brasileira e inglesa, Maísa se considera quadrilíngue, como ela detalha abaixo.

Minha paixão por idiomas

Sempre falei português e inglês em casa com a minha mãe brasileira e o meu pai inglês. Porém, a minha curiosidade para aprender outras linguas não permitiu que isso fosse suficiente. Aos oito anos, começei a aprender francês e aos onze, o espanhol. Motivada por este grande interesse pelas línguas, escolhi estudar línguas na universidade. No curso que eu faço, Bacharelado em Francês e Espanhol, não só aprofundamos nosso conhecimento das línguas francesa e espanhola. Estudamos também cinema e literatura e neste próximo ano acadêmico, terei a grande oportunidade de passar seis meses na França e depois mais seis na Espanha em universidades de grande porte.

Meu contato com o Brasil

Como cidadã brasileira e inglesa, meu amor pelo Brasil continua forte. Visito minha familia e amigos no estado de São Paulo  todo ano e a alegría de estar num país familiar onde me sinto em casa é inacreditável. Nasci em Londres, mas com o forte laço que tenho com os meus primos e amigos brasileiros, o contato com o Brasil  se torna quase permanente.

Minha dica para outros jovens

Recomendo a todos os jovens que também são brasileiros e ingleses que continuem estudando a língua portuguesa; façam os GCSEs os AS e os A-levels . Saber falar o português não é suficiente, é preciso escrever, ler e ter um profundo conhecimento do país. O português também serve como uma grande ajuda para aprender outros idiomas…. francês, espanhol… talvez até aprender o italiano. Sería o próximo passo! Ou decidir estudar uma língua completamente diferente, uma língua sem uma base latina. Russo, árabe, mandarin… ter um bom conhecimento de dois, três, quatro idiomas é uma maneira de abrir milhares de portas exóticas.

Minhas fontes de inspiração

“Você é o que acredita ser.”  – A Bruxa de Portobello, Paulo Coellho.

“Puisque mai tout en fleur dans le près nous réclame,

Viens ! Ne te lasse pas de mêler à ton âme

La campagne, les bois, les ombrages charmants,

Les larges clairs de lune au bord des flots dormants,

Le sentir qui finit où le chemin commence,

Et l’air et le printemps et l’horizon immense…”

Puisque mai tout en fleur, Victor Hugo.

Anúncios

Publicado em 14/08/2012, em Bilinguismo e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s