Bilinguismo: os pais dão o tom

por Malu Mancinelli

Há algumas semanas, encontrei um artigo muito interessante sobre bilinguismo num blog dedicado à linguagem. O blog, nomeado Johnson, é parte da revista “The Economist”.

O artigo apresenta as descobertas científicas da Dra Janet Werker,  da  University of British Columbia.  Há dois anos, ela apresentou os resultados de uma pesquisa que mostrou que bebês expostos a dois idiomas durante a gravidez podiam discernir esses idiomas após o nascimento.

Em 2013, ela apresentou suas últimas descobertas, observando como bebês de 7 meses de idade conseguiam distinguir diferentes idiomas antes de ter qualquer pista sobre gramática. Ela e sua colega, Judit Gervain, explicaram que os bebês  distinguem a prosódia (a entonação característica de uma língua), ou pistas relativas ao tom e duração das palavras em uma fala. A prosódia, por sua vez, seria um passo em direção à aquisição da gramática.

A ordem altera os resultados

A ordem básica das palavras de um idioma é definido pela ordem do verbo (V) e seu objeto (O). Em idiomas VO como inglês, português e francês, as palavras funcionais – como preposições, artigos e pronomes –aparecem antes dos substantivos, e são marcas típicas de início de frase. Em idiomas OV, como o japonês, elas vêm depois, marcando o final da frase. Essas palavras funcionais são mais frequentes que substantivos ou verbos, e podem ajudar as crianças a identificar componentes sintáticos numa fala, e assim adquirir as regras gramaticais da língua.

Os bebês foram expostos a dois idiomas inventados, que forjavam a prosódia de um idioma VO e de um idioma OV, e foi constatado que os bebês habituados a uma prosódia OV se interessavam mais pelas frases de estrutura OV, e as crianças habituadas às ordem VO manifestavam mais interesse pelas estruturas VO. As crianças expostas a idiomas VO e OV durante a gravidez demostraram interesse nas duas prosódias.

Cada idioma em seu lugar

O estudo sugereque as crianças usam o tom e a duração das palavras para reconhecer a estrutura dos idiomas. Em outras palavras, a gramática é quem determina a prosódia.

A criança reconhece as diferentes prosódias, e assim diferentes estruturas linguisticas já aos 7 meses, corroborando as perquisas atuais sobre bilinguismo: os pais nãoprecisam temer expor os filhos a dois ou mais idiomas desdeo nascimento (ou seria melhor dizer, desde a concepção?), já que estes não ficarão confusos devido à exposição a diferentes idiomas.

João, meu filho que hoje tem 3 anos e 7 meses, é muito atento a essa diferença de idiomas. Ele fala português em casa e francês na escola, mas recentemente tem ouvido bastante inglês devido a férias e uma vizinha com quem falo em inglês. Hoje ele me pergunta o nome de um determinado objeto nos três idiomas, e repete com cuidado e atenção cada palavra. Na lista dos porquês tão comuns aos 3 anos de idade, tenho que responder a  “por que na escolinha fala francês”, ou  “por que a vizinha só fala inglês?”

O fato dele reconhecer tal ou qual idioma me deixa feliz, embora eu saiba que sua compreensão em inglês se limita a palavras. “O que ele está dizendo?” e “por que ele riu, mamâe?” são frases comuns e que mostram que a mensagem não foi compreendida. No entanto, ele reconhece a prosódia, e isso vai facilitar a aprendizado formal do inglês quando chegar o momento. Os pais sempre querem que seus filhos tenham tudo, e abrir as portas para que seu filho seja bi ou trilingue é um dos maiores presentes que podemos dar.

Artigo baseado no post de 20 de fevereiro do Blog Johnson, da revista The Economist online, e no livro A parents’ and teachers’ guide to bilingualism, de Colin Baker.

Anúncios

Publicado em 25/03/2013, em Bilinguismo. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s