ABRIR oferece oficina para pais na França

Por Namíbia de Ana

A Herança Brasileira realizou sua primeira oficina para pais no dia 4 de junho de 2016 em Fontenay-sous-Boisna França.

A língua portuguesa nos une

Workshop

O workshop contou com a presença de famílias com diferentes perfis: uma futura mamãe brasileira com seu companheiro francês, uma recém-casada sem filhos, uma mãe de origem polonesa, criada na França, com seu bebê de pai brasileiro, uma família brasileira residente na França há nove anos e uma mãe brasileira casada com um francês. O que todos tinham em comum? Vontade de transmitir sua língua materna (uma delas ou todas) aos seus filhos e dúvidas sobre qual é a melhor maneira de se conseguir isso.

 

Uma rica discussão

A Profa Dra. Ana Souza nos guiou no debate, trazendo esclarecimentos científicos e relatos de sua experiência com diferentes associações brasileiras em vários países, como a ABRIR  no Reino Unido. Apresento aqui três das questões que resultaram em uma rica discussão entre os presentes: (1) “a criança bilíngue começa a falar mais tarde em relação às outras?”, (2) “o uso de duas línguas em casa pode causar confusão na criança ou dificuldades na escola?” e (3) “como estabelecer um método ideal para o uso das duas línguas em casa?”

(1) “A criança bilíngue começa a falar mais tarde em relação às outras?” –

Workshop

É compreensível que o bebê que esteja adquirindo duas línguas simultaneamente demore mais para “armazenar” o duplo vocabulário, antes de se expressar em uma delas. Não há motivo para preocupação. O relato das famílias presentes que tinham filhos já grandes foi de que não houve nenhum atraso na fala, mas elas constataram que o segundo filho demorou mais a falar do que o primeiro. As famílias consideram que o atraso esteja mais provavelmente relacionado à frequência de diálogo com os pais nos primeiros meses de vida, que disseram ser menor com o segundo filho.

(2) “O uso de duas línguas em casa pode causar confusão na criança ou dificuldades na escola?”

É preciso definir o que se chama aqui de “confusão”. A criança aceita duas ou mais línguas com naturalidade. Toda criança, mesmo monolíngue, aprende várias palavras e expressões que querem dizer a mesma coisa, mas que devem ser usadas em contextos diferentes. A troca ou o uso inadequado de algumas palavras faz parte deste aprendizado. Questões quanto `as dificuldades das crianças na escola também foram levantadas. Muitas das dificuldades podem ser fruto da falta de informação de professores, que consideram justamente as “confusões” acima citadas como um problema, e não como um processo natural.

(3) “Como estabelecer um método ideal para o uso das duas línguas em casa?”

Image de +33628580981 (2)Existe um método ideal? Ana Souza nos falou de vários métodos existentes e aplicados por famílias mundo afora. Não existe um que seja ideal, existe o que é ideal para você e sua família. Ela nos alertou para o quanto essa decisão é ligada à relação que cada um tem com a língua materna e com a língua do país acolhedor. A decisão deve ser tomada em família, e deve ser renovada com o tempo, com as mudanças de atitude das crianças e dos pais.

Um espaço para a língua portuguesa

Uma ideia que permeou toda a discussão, que é compatível com a filosofia da Herança Brasileira, é a de que a criança não se torna bilíngue simplesmente porque os pais querem, ou apenas porque um dos pais fala com ela numa língua diferente. A criança desenvolve uma língua quando tem necessidade de usá-la, quando esta língua tem seu espaço; quando usá-la faz sentido na vida da criança.

Contato para a Herança Brasileira

Maison du citoyen et de la vie associative
16, rue du Révérend Père Lucien Aubry
94120 – Fontenay-sous-Bois
brasileiraheranca@gmail.com
+33 (0) 6 28 58 09 81

 

 

 

 

 

Anúncios

Publicado em 07/07/2016, em Notícias ABRIR. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s